Mikosz & Mythosz

Arte e Consciência

Arquivos Mensais: maio 2008

Ninguém é Nonsense

…Olhe para a estrada, e veja se pode avistar algum deles.

– Ninguém aparece na estrada – disse ela.

– Oh! Quem me dera ter tais olhos! – Observou o Rei em tom impertinente. – Poder ver Ninguém! E a esta distância! Porque eu, o mais que posso fazer, com estes olhos, é ver as pessoas de verdade.

E Alice não podia negar que ele dissera assim mesmo.

– Quem você encontrou na estrada? – Continuou o Rei, erguendo a mão para o Mensageiro lhe dar mais feno.

– Ninguém.

– Muito bem: esta menina também o avistou. Assim, é claro que Ninguém caminha mais devagar do que você.

– Eu faço o que posso – disse o Mensageiro, assomado. – Estou certo de que ninguém caminha muito mais ligeiro do que eu.

– Não é possível – disse o Rei -; senão ele teria chegado aqui primeiro… Mas, visto que você já tomou fôlego, pode contar-nos o que aconteceu na cidade.

(CARROL, Lewis (2007). Alice no País dos Espelhos. Editora Martin Claret. São Paulo)

Este texto me deu ataque de riso de madrugada, me foi prazerosamente engraçado como o texto da Matemática. Bom humor é sempre bem vindo, “não há nada mais ridículo do que levar a vida a sério”, enfim… 😀

Anúncios