Mikosz & Mythosz

Arte e Consciência

Arquivos Mensais: outubro 2007

Malditos Vegetarianos!

Não, não se trata de nada disso.

O fato é que somos fadados pela Mãe Natureza a viver, desde que matemos algo, seja animal ou vegetal, alguém tem que morrer.

E tampouco se trata da posição na escala evolutiva, não há seres vivos superiores uns aos outros.

Não teime, não há.

Somos uma cadeia, um sistema, interdependentes e, o “pior”, nossa estrutura vital básica é similar, todos temos o mesmo DNA, isto é, algumas combinações de letras, textos diferentes, apenas isso, mas não dá pra dizer “superior”, apenas mais complexo talvez.

Tenho pena dos animais que comemos, não só pelo confinamento e maus tratos que recebem, tenho pena também dos que fogem amedrontados, adrenalinados diante de um ataque de leões, hienas, lobos, cachorros ou gatos… já repararam a resignação quando são finalmente alcançados? É comovente, quase como uma rendição a uma determinação, essa sim, superior…

Os vegetais não gritam, pelo menos não ao alcance do ouvido humano. Nunca ouvi nenhum me xingando tampouco. Porém desenvolvem defesas, é óbvio que não querem morrer. O fato do grito ser silencioso não nos dá esse direito, talvez não o tenhamos mesmo, mas se não matarmos nem a alfacezinha, morremos nós.

Daí vem aquele pessoal que diz que ouvindo Heavy Metal (gostei dessa!) as plantas até se desenvolvem mais. Puxa, quer dizer que logo descubro que elas também sabem que as matamos e se magoam com isso!

E quanta discussão tola a respeito de comprimentos do intestino humano e de sua arcada dentária…

E não adianta se rebelar. Somos feitos para sentir tudo que interessar para a natureza aumentar o número de DNAs no planeta, algum propósito evolucionista que ainda me escapa ao mesmo tempo que me é evidente. Olhe lá a garota gostosa, olhe lá o garotão, pronto, mais DNAs por ai, simples como isso, você é mero cumpridor de expectativas naturais, e se acha o máximo no meio disso, tsc,tsc, tsc!

Ser humano, ser consciente, é complicado, só resta crer firmemente na reencarnação e que tudo não passa de um mal entendido, está tudo certo, nada morre na verdade. Ou escapar pela ciência, nada se perde, nada se cria, tudo se transforma, seja vegetal ou animal…